Certo ou errado?

Na fotografia digital parece existir um conceito  que a nitidez é algo que a valida, como se as pessoas que conseguem extrair de seus equipamentos a máxima nitidez são aqueles que fotografam ‘melhor’.

Na outra ponta a falta dela comumente é vista  como algo “defeituoso”, desleixado e, porque não, falta de habilidade.

Interessante que na época do filme esta falta de nitidez era mais aceita porque supunha-se que a limitação da mídia era a responsável por este “erro”, e como o fotógrafo não tinha possibilidades de correção, estas imagens muitas vezes eram tidas até como artísticas.

O que,  salvo exceções, raramente acontece hoje em dia.

É comum lermos  opiniões que levam em conta esta nitidez, e conferem à este ponto específico maior importância que todo o resto mostrado naquela fotografia.

Esta busca ficou tão frenética, e passou a ser tão importante, que as pessoas levam as imagens à editores e ali fazem todo o tipo de tratamento para conferir às imagens um caráter definitivo de ‘boa imagem’ por estarem nítidas.

Surgem então os profissionais de edição, que ao invés de preocuparem-se com a captura, com a possibilidade de fazer refletir em suas imagens mais do que aspectos técnicos e tecnicistas, preocupam-se com a validação alheia, com o comentário positivo em imagens super nítidas, mas que nada transmitem além disto .

O resultado é muito sharp, muito halo, edições pesadas onde são eliminadas marcas de espinhas, rugas, celulites …

Esta plastificação transforma uma imagem que deveria ser vista mais ao lado sentimental e aceitando determinados deslizes em detrimento do todo, em algo artificial, frio, distante.

É bom que se saiba que não existe certo ou errado, existe é um reconhecimento de que determinadas imagens podem conter partes desfocadas, partes não-nítidas e que nem por isto perdem o seu valor.

Nitidez não é sinônimo de qualidade, assim como a falta dela também não é sinal de arte.

Entre o que é certo ou errado o sentimento e o bom senso deveriam prevalecer.

Mas de nada adianta bom senso se não houver o entendimento de que fotografia não é matemática e as variáveis são tão infinitas como as estrelas do cosmo.

A fotografia é um ramo das artes  muito maior do que regras pré-estabelecidas ou conceitos pré-determinados, e há muito mais a explorar.

Certo, errado?

Quem, de fato, poderá responder?

Anúncios

18 comentários sobre “Certo ou errado?

  1. Como eu sempre digo, meu amigo, fotografia é sentimento e sentimento não é, necessariamente, nítido…

    Fotografia não é feita pela câmera… Verdadeira fotografia nasce dentro do fotógrafo… E assim…. é arte!

    Parabéns pelo artigo!

    Edgard Thomas

  2. Há certas coisas que parecem maximamente importantes quando a foto é nova, a passados alguns anos não importam mais. Suspeito que nos retratos de pessoas a nitidez seja uma delas.

    Abraços, Peri;

    Ivan

    • Sim, Ivan.
      A questão é se tomar isto como “regra”.
      Tenho alguns retratos desfocados que gosto muito.
      Em alguns espaços foram notificados como erro ou como inabilidade.
      As pessoas não sabem distinguir as coisas e geralmente apontam a falta de nitidez como vilã.
      Coisa que a gente sabe que não é bem assim.

      Abraços.

    • Daniel, no lado direito do blog tem 2 botões de rss.
      É só clicar ali e receber as informações.

      Ou então um pouco mais abaixo, na opção acompanhar via e-mail.
      Vc põe ali seu e-mail e as novas postagens são enviadas pra vc via e-mail.

      Obrigado pela visita.
      Grande abraço.

  3. “Sharpness is a bourgeois concept” – Henri Cartier-Bresson
    (Nitidez é um conceito burguês)

    peri, olha só o que diz um mestre da fotografia.

    Abraços,
    Luiz Curcino

  4. Muito bom o post!!

    E só veio a calhar no meu caso em particular!!!

    Interessante uma análise pessoal que eu fazia de algumas fotos extremamente nítidas, composições muito formais, etc…. resumindo uma obra-de-arte sem arte alguma só técnica e mais técnica. Coitado do passarinho, do jacaré da foto, foram usados para mostrar a super lente e o super tratamento… Não estou criticando fotos de passarinho, o mesmo autor que eu analisava possui várias fotos, igualmente técnicas, mas com um diferencial em que a foto passa alguma emoção seja ela qual for.
    Acho que certo passa a ser errado e o errado (tecnicamente?) pode ser o certo para algumas situações muito específicas.

    Um grande abraço

    • Isto mesmo, Luíz, por conta disto fotografias são consideradas obras de arte ‘dignas de revistas’.
      É o culto a esta nitidez, ao tratamento exagerado e não se observa pontos mais importantes como uma narrativa fotográfica, uma composição pensada, um sentido maior da imagem.

      Um grande abraço.
      Peri.

  5. Algumas dessas preocupações eram muito fortes quando eu recomecei a fotografar com equipamento digital, nitidez, ruído, se tem estouro, etc…
    Acho que em determinado momento, especialmente em uma fase que estes aspectos funcionem de maneira estruturada para exercícios e aprendizado, como nós usamos durante um tempo na sala de estudos fotográficos (era esse o nome né?), eles podem ser perseguidos obsessivamente, mas quando você domina determinada técnica, ela deve ser usada por você para somar à sua obra e não para limitá-la.

    • Exatamente, Ernani.
      Ninguém depõe contra técnica, ou contra a nitidez que é o mote aqui.
      E como você mesmo observa bem, estas particularidades devem existir para somar às nossas fotografias, para agregar valor e não para sermos escravos de certos conceitos e de certas características.
      Mas devemos sempre saber distinguir quando a técnica, ou a falta dela, está a serviço de algo maior na imagem.
      Aí é o cerne disto tudo, nesta distinção e neste entendimento ‘maior’.

      Um abraço meu amigo.
      Peri.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s